O Arquivo da Defesa Nacional (ADN) tem a sua origem na documentação depositada no Forte de São Julião da Barra, possuindo um acervo documental com elevado interesse para a História Política e Militar de Portugal, em especial no que respeita à Guerra do Ultramar e às relações com a NATO, abrangendo sobretudo o período de 1950 a 1975.

O levantamento e identificação da documentação de entidades extintas ou com mais de 20 anos permitiu a salvaguarda do património documental histórico da Defesa, com especial incidência nos fundos do Gabinete do Ministro da Defesa, Gabinete do CEMGFA e Secretariado-Geral da Defesa Nacional (SGDN), enquanto órgão de estudo e de trabalho do ministro da Defesa Nacional e que veio a ser extinto em 25 de Abril de 1974.

Recent documents

Most viewed documents